03-1.jpg

Transplante de Córnea

O que é o transplante de córnea

A córnea é a primeira lente do olho e a que mais contribui para a focalização da luz na retina, um tecido que reveste o olho por dentro e é responsável pela absorção da luz. O transplante de córnea consiste na substituição da córnea do paciente, por uma córnea doada para restabelecer a transmissão ideal da luz pelos meios do olho.

Quando o transplante está indicado?

  • No ceratocone em casos avançados

  • Úlceras de córnea refratárias ao tratamento com antibióticos.

  • Perfurações coreanas secundárias ou não a trauma.

  • Cicatrizes coreanas secundárias a traumas ou infecções prévias.

  • Distrofias corneanas: são doenças com caráter genético que acometem uma das cinco camadas da córnea e levam a opacificação e/ou edema e, portanto, à baixa visual. A mais comum que leva ao transplante é a distrofia de Fuchs, no entanto outras, como a Lattice e Macular, também podem ser tratadas deste modo.

Técnicas de transplante

  • Ceratoplastia penetrante: transplante de todas camadas da córnea.

  • Ceratoplastia lamelar: transplante de alguma camada específica da córnea, podendo ser anterior ou posterior.

Em todos os casos, a indicação da técnica depende do pré-operatório bem feito. 

Cuidados pós- operatório

Os cuidados pós-operatórios são fundamentais para garantir o sucesso da cirurgia, visto que normalmente o resultado visual não é imediato, podendo até demorar 1 ano para recuperação visual total da cirurgia

Horário de funcionamento

Segunda a Sexta - 08:00 às 18:00

Sábado - Fechado

 

Domingo - Fechado

Dra. Bruna Vilella -  Oftalmologia