a-importancia-do-exame-oftalmologico-241

Glaucoma

O que é?

Uma das principais causas de cegueira irreversível no mundo. 

O Glaucoma é uma doença que atinge o nervo óptico e envolve a perda de células da retina responsáveis por enviar os impulsos nervosos ao cérebro.

Fatores de Risco

Existem vários fatores de risco para o desenvolvimento do glaucoma. Alguns destes fatores incluem:

  • Histórico familiar

  • Pressão intra- ocular elevada

  • Idade avançada

  • Etnia africana - Glaucoma primário de ângulo aberto

  • Etnia asiática - Glaucoma primário de ângulo fechado

  • Espessura corneana central reduzida

  • Trauma ocular direto

  • Condições oculares inflamatórias

Sintomas

Um dos principais sintomas da doença é a perda da visão periférica no seu início.

No começo a perda é sutil, e pode não ser percebida pelo paciente. Perdas moderadas a severas podem ser notadas pelo paciente através de exames atentos da sua visão periférica. Frequentemente o paciente não nota a perda de visão até vivenciar a "visão tubular", ou seja, apenas a visão central é percebida, o paciente começa a tropeçar, esbarrar em objetos, porque a percepção periférica é ausente.

Se a patologia não for tratada, o campo visual se estreita cada vez mais, obscurecendo a visão central e finalmente progredindo para a cegueira do olho afetado. Esperar pelos sintomas de perda visual não é o ideal.

A perda visual causada pelo glaucoma é irreversível, mas pode ser prevenida, atrasada ou estabilizada por tratamento. Um oftalmologista deve ser consultado pelas pessoas com risco de desenvolver glaucoma e/ou que tenham histórico familiar.

Tratamento

Apesar da pressão intra-ocular elevada não ser a única causa do glaucoma, até o momento diminuí-la é o principal tratamento. A pressão intra-ocular pode ser diminuída com medicamentos, em geral, colírios.

A escolha do colírio irá depender do tipo do glaucoma e na maioria das vezes, pode ser necessário o uso de mais de um medicamento para o adequado controle da pressão ocular.

Caso essa pressão não diminua com o uso de medicamentos, um procedimento cirúrgico poderá ser indicado, tanto a cirurgia a laser (trabeculoplastia) quanto a tradicional (trabeculectomia).

Dica Dra. Bruna

Só uma avaliação individual, feita por um oftalmologista, poderá definir o tratamento eficaz para cada paciente. É importante ressaltar, também, que o aumento da pressão ocular não está relacionado com a pressão sanguínea.

Horário de funcionamento

Segunda a Sexta - 08:00 às 18:00

Sábado - Fechado

 

Domingo - Fechado

Dra. Bruna Vilella -  Oftalmologia